quinta-feira, dezembro 21, 2006

VIDA DE CACHORRO

Van Júniar me trouxe uma porção de novidades e descobertas:

- domingo sem clube, corrida, compras de supermercado (aleluia!!!) e sem a coluna do Elio Gaspari, que teve a parte superior picada bem picadinha;

- meus vizinhos mais simpáticos são os três que moram embaixo da marquise do prédio e que fazem a maior festa pra nós quanto saímos de manhã e quando voltamos de madrugada;

- uma cachorrinha de três meses dá muito mais trabalho que uma Clara ou Joana nenéns (aliás, assim como a gente tem uma filha predileta, tem uma cachorra idem. Nunca gostei tanto de um bicho);

- cocô de cachorro pode feder mais que o humano – a Van mãe disse que pode ser giárdia;

- sou um sujeito pouco generoso, incapaz de gostar de bicho feio. a minha paciência é diretamente proporcional a beleza da parte amoladora;

- o único negócio mais lucrativo que o tráfico de drogas é o de comida de cachorro.

Nenhum comentário: