quinta-feira, dezembro 21, 2006

VIDA DE CACHORRO

Van Júniar me trouxe uma porção de novidades e descobertas:

- domingo sem clube, corrida, compras de supermercado (aleluia!!!) e sem a coluna do Elio Gaspari, que teve a parte superior picada bem picadinha;

- meus vizinhos mais simpáticos são os três que moram embaixo da marquise do prédio e que fazem a maior festa pra nós quanto saímos de manhã e quando voltamos de madrugada;

- uma cachorrinha de três meses dá muito mais trabalho que uma Clara ou Joana nenéns (aliás, assim como a gente tem uma filha predileta, tem uma cachorra idem. Nunca gostei tanto de um bicho);

- cocô de cachorro pode feder mais que o humano – a Van mãe disse que pode ser giárdia;

- sou um sujeito pouco generoso, incapaz de gostar de bicho feio. a minha paciência é diretamente proporcional a beleza da parte amoladora;

- o único negócio mais lucrativo que o tráfico de drogas é o de comida de cachorro.

quinta-feira, dezembro 14, 2006

quarta-feira, dezembro 13, 2006

A FAMÍLIA AUMENTOU


Esse bebezinho lindo é a mais nova Lau: Vanessa Jr.

quarta-feira, dezembro 06, 2006

QUÊ QUE É ISSO, RAPAZIADA

O pessoal que fez a prova de matemática do último vestibular da UFMG tá, como diz a propaganda, precisando rever seus conceitos. Olha a questão que botaram na prova de matemática:

QUESTÃO 15
Raquel, Júlia, Rita, Carolina, Fernando, Paulo, Gustavo e Antônio divertem-se em
uma festa.
Sabe-se que
• essas pessoas formam quatro casais; e
• Carolina não é esposa de Paulo.
Em um dado momento, observa-se que a mulher de Fernando está dançando com
o marido de Raquel, enquanto Fernando, Carolina, Antônio, Paulo e Rita estão
sentados, conversando.
Então, é CORRETO afirmar que a esposa de Antônio é
A) Carolina.
B) Júlia.
C) Raquel.
D) Rita.


Como “Então”? O Antonio não poderia ser casado com o Paulo?